quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Liberté!

Sento no meu computador e abro o Word, hora da crônica para o meu blog coorporativo. O que escrever? Crônicas falam do cotidiano, então vamos lá. O que está na moda, mesmo? Liberdade de expressão, gesuixarlí, humor caustico, liberdade de imprensa. Colegas fazem piadas com pretos ou viados, são processados e oferecem bananas ao preto pobre coitado: são perdoados. Acendo um marlboro vermelho, tomo um gole de merlot e me sinto o próprio Bukowski, com algumas pitadas de Rubem Braga - claro sou brasileiro, um latino-americano potência, só que não, na verdade não tenho água, mas isso não me importa; talvez me importe, mas se eu escrever sobre isso puxam minha orelha. Melhor é fazer humor caustico, nada acontece, chutar cachorro morto é (p)arte da profissão.